Ideal de beleza existe?

27 de outubro de 2010

No último mês esta questão foi muito colocada em meu dia a dia, o que me fez parar pra pensar e muito. Conversei com algumas pessoas e cheguei a conclusão de que eu precisava por pra fora o que eu penso.

Eu sou o tipo gordinha e não adianta por mais que eu fique semanas sem comer(o que eu já fiz, na adolescência) eu vou continuar com bunda grande e pernas grossas e ninguém nunca vai me chamar de magra.

Esse pesadelo, principalmente em época de escola em que os meninos só pensam com a cabeça de baixo, pode deixar as meninas depressivas, revoltadas fazendo com que tenham atitudes que vão marcá-las para a vida toda.

Na maioria dos casos, como o meu, as pessoas aprendem a ser o que são e encontram pessoas que as acham bonita desta maneira.

Hoje ainda com o photoshop e a facilidade da cirurgia plástica está cada vez mais fácil ser o que a mídia impõe.

Acredito que muitos homens nem gostam de mulheres magérrimas, com silicone e bronzeado do verão, mas eles não tem coragem de assumir para não virarem motivo de chacota pelos colegas de trabalho e amigos.

Na verdade , cada um tem o seu ideal de beleza, claro que nos atraimos por determinada cor de pele, de cabelo, porte físico, mas qualquer ideal cai quando conhecemos pessoas, nos apaixonamos por ela, por isso não adianta “julgar o livro pela capa” precisamos ao menos ler o prefácio para saber se vale a pena a leitura ou não.

Anúncios

O julgamento

21 de maio de 2010

Falar dos outros é tão fácil, não é? Conseguimos facilmente destacar os defeitos e pontos a serem melhorados nas outras pessoas, mas por que quando é para julgar nós mesmos é tão difícil?

O problema é que para a maioria das pessoas, julgam os outros e destacam suas imperfeições para ter a impressão de que são melhores, para não ver os próprios erros e defeitos. É mais fácil acreditar que todo mundo é pior do que você, do que ver o que você tem de errado e mehorar, e não digo que eu mesma não o faça, principalmente quando estamos passando por um momento de dificuldade é muito mais confortável dizer que os problemas dos outros são menores, que a culpa não é sua, do que assumir que você está errado e fazer aquilo que é necessário para melhorar, mudar a situação, dar a famosa “guinada na vida”.

Certa vez, reclamando da vida, como qualquer ser humano normal, ouvi algo que me fez parar para pensar: “Se todos colocassem os seus problemas em pilhas, uma ao lado da outra e você pudesse escolher qualquer uma delas, você pegaria a sua própria pilha de volta e não reclamaria mais.”

A gente nunca sabe o que acontece com as pessoas em nossa volta, o que elas passam diariamente, coisas que elas não comentam nem mesmo com os entes mais queridos e por isso não podemos julgar atitudes, gestos ou comportamentos alheios.

Eu acredito que a melhor a solução é todos os dias, parar e refletir em tudo que aconteceu, se algo poderia ter sido conduzido de uma maneira diferente, se tinha a necessidade de ter falado certas coisas e principalmente se as dificuldades enfretadas  não foram apenas rotinas do dia-a-dia de qualquer pessoa, olhar para o lado, ver tudo o que você tem e agradecer, perceber que apesar dos problemas, a sua vida não é tão ruim ou sacrificante quanto você imagina.

O maior erro é acreditar que as dificuldades que a gente passa, são castigos do destino, que a gente não merece, que o universo conspira contra nós e não temos nada a fazer.

Burrice! Para que a vida mude e encontre a felicidade basta apenas querer, se mover e fazer o que for necessário para alcançar o que te faz feliz. Mas então surge uma outra pergunta, será que você realmente sabe o que te faz feliz? Mas isso é uma questão para outra reflexão.

Aceitando as mudanças

5 de março de 2010

Sabe, ultimamente tenho pensado muito na vida, tenho várias idéias, mas não consigo simplesmente parar e escrever, a vida mudou muito nos últimos meses  e percebi que uma nova fase começou, então parei e refleti o seguinte: A vida vive mudando o curso e a gente sempre pensa que antes era melhor do que hoje, mas será que era mesmo?

Acredito muito no destino, acho que tudo na nossa vida acontece por um motivo, que nem sempre vamos descobrir ao certo o que é, mas que nada é ao acaso.

Tive um momento nostalgico, fiquei conversando com um novo amigo sobre como a minha vida era há um ano atrás, mais ou menos, na hora fiquei feliz por lembrar destes fatos, de ter estas experiências para contar, e são conversas que temos quase todos os dias, geralmente fico triste pensando que a vida era melhor antes e que a fase de hoje é conturbada, com muito trabalho e pouca diversão.

Mas, neste exato momento fiz meu pensamento mudar! Afinal se o destino me trouxe aonde estou hoje é porque eu deveria estar aqui e devo aproveitar o máximo este momento.

Meu conselho (que dou a mim mesma agora) é aproveitar cada fase da vida, não existe essa de que o passado é melhor ou de que no futuro vai ser diferente, nos preocupamos tanto com isto que  acabamos esquecendo de viver o presente.

Ahhh…mas que conselho mais manjado esse, né?

Me diz, você fica ou não fica desperdiçando o seu tempo reclamando de como o passado era melhor ou sonhando com um amanhã mais feliz, do que vivendo o que você tem hoje?

Afinal a única certeza que temos nesta vida é de que um dia não estaremos mais aqui. Sendo assim não se desespere com antecedência com as contas do final do mês, não fique se achando feio porque hoje seus cabelos estão ficando brancos, aproveite o momento, sorria, guarde as lembranças boas apenas para dividí-las com novas amizades, faça novas amizades, sonhe sempre, mas ao mesmo tempo desfrute da sua saúde e de tudo que você tem agora.

Lamentação não resolve probelma, e aquilo que não tem solução, solucionado está.

Pense nisso, e se você fizer a vida mais gostosa hoje, amanhã terá novas boas lembranças para contar para novas pessoas que encontrar em novas fases que a vida lhe propocionar.

Pois uma coisa é fato de tempos em tempos a gente se renova e tudo muda mais uma vez, querendo ou não.

Pensando em relacionamentos

1 de janeiro de 2010

Do nada parei pra pensar em algo que me deixou intrigada de verdade.

Por que muitas das pessoas sentem atração por pessoas comprometidas? E por consequência por que as pessoas traem?

Eu sempre fui do princípio de não ficar com caras compremetidos, afinal não faço para os outros o que eu não gostaria que fizessem comigo. Mas deve ter uma razão para essas pessoas serem procuradas pelas outras, certo?

Conheço alguns homens e mulheres que parecem só se interressar por quem já tem um compromisso, penso eu que pode ser por que pessoas comprometidas não estão o tempo todo se preocupando com que os seres do sexo oposto estão pensando delas, afinal já estão com alguém e não estão mais “caçando” por aí.

O fato é que quando estamos solteiros vivemos nos preocupando com a nossa imagem, com as nossas atitudes, com o que falamos, enfim queremos mostrar o melhor de nós a todo momento para que com sorte alguém interessante acabe nos notando, por mais que a gente não perceba, estamos o tempo todo mandando sinais para chamar a atenção de um potencial parceiro.

Qaundo na verdade o que atrai o ser humano é a sinceridade, ser você mesmo, sem se preocupar com que os outros vão pensar, pois se fingirmos ser uma pessoa que não somos, uma hora acabamos mostrando a nossa cara de verdade e decepcionamos ou outros.

Na minha opinião, tem gente que é safada mesmo que gosta de gente compromissada por fetiche, por ser algo “proibído” ou pelo simples fato de não haver cobranças, afinal se você se envolve com uma pessoa comprometida não pode esperar um relacionamento sério e não cria espectativas, por consequência acredita que não vai sofrer, nem magoar ninguém, quando na verdade só se causa dor e sofrimento a você e às outras pessoas.

Não vou dizer que nunca trairei alguém ou não serei a outra, afinal não sabemos o dia de amanhã. Mas acho que se as pessoas mantivessem relacionamento apenas por que gostam mesmo da pessoa e por que estão felizes, não haveriam traições. Mas como isso é impossível, continuarei a questionar o que motiva as pessoas a tal atitude, ou desistirei de entender o ser humano…rs

Os homens são todos iguais mesmo 2

12 de dezembro de 2009

 Todo homem já foi, vai ou ainda irá, nem que seja o menos uma vez, em um puteiro.

Verdade universal incontestavel.

De verdade pergunte a qualquer um deles, mas atenção, namorados, parentes mais velhos e interessados em você mentirão.

 Não tem jeito, confesso que até eu tenho curiosidade de entrar numa “boate” (cuidado em Salvador, por exemplo, isso significa balada), pode ser por curiosidade mesmo, por fetiche, por falta de opção ou falta de experiência. Mas todo homem procura uma profissional do sexo na vida.

E não adianta achar que é mentira minha e acreditar que o cara que você é ou foi apaixonada um dia nunca foi ou não vai a esses locais.

 Alguns vão logo cedo, menor de idade, pra “aprender”. Muitas vezes com os proprios pais, tios ou afins. Eles vão por estarem na seca e a própria mão não dar mais conta (outra coisa que eles fazem sempre, mas explicarei melhor em outra oportunidade). Vão também porque a namorada, ficante ou mesmo esposa tem certos pudores ou eles tem vergonha de pedir algo que lhes de prazer a elas.

Mas não fiquem chateadas. Não adianta achar que se você disser pra eles que é ridículo e revoltante que eles vão parar, afinal prostituta é a profissão mais antiga do mundo. E se elas perduram até hoje é porque não faltam clientes. Já ouvi caras que nunca imaginei, dizerem que frequentam esses lugares, assumindo que o fazem com certa frequencia ou já fizeram e se for caso farão novamente.

Eu não acredito que homem tem mais desejo que mulher, que não fica sem e por isso que recorrem a essa alternativa. Afinal já foi provado que mulheres também tem desejo, só que a gente não assume, não é?

 Não que eu ache correto uma mulher vender o corpo, não é essa a questao. Mas acontece a tempos, continuará acontecendo e eles continuarão procurando.

Para mim se previnir é o caminho,e se conforme, todos os homens de sua vida passaram ou passarão por esta experiência.

Fique claro que apenas quis compartilhar com a mulherada um fato que sei, devido sinceras conversas com todo tipo de homem, intimos ou não que encontrei no meu caminho.

Por isso façam aquilo de der vontade entre 4 paredes, com as pessoas que te deêm tesão, sem pudores ou preconceitos e relaxa senao não encaixa..rs

Os incomodados que se mudem…

4 de novembro de 2009

Pois os acomodados não mudam mesmo.

Já parou pra pensar que essa frase tem um sentindo corretíssimo, apesar de quando a ouvimos achamos ruim.

Mas é verdade, os incomodados é que mudam, pois quem se acomoda, fica aonde está, não tem força de vontade pra nada.

Então eu lhe digo, não se acomode, NUNCA!

Quando você começar a achar que algo não está bom, mude, faça de outra maneira, procure alternativas, siga em direção oposta, afinal só reclamar ou se chatear não vai levar a nada.

Se lamentação resolvesse problema, não existiram problemas na vida.

Quando o livro “O Segredo” virou Best Seller, existiam os que acreditavam que era apenas  mentalizar e coçar o dia todo que as coisas cairiam do céu e aqueles descredúlos que disseram que era tudo bobagem.

Mas na verdade, se você parar pra pensar um pouco, a teoria tem sua validade e é simples de explicar.

Pense na seguinte situação, você está desmotivado com o seu emprego e todos os dias tem a sensação de que vai ser mandado embora, por consequência você vai ao trabalho desanimado, não é produtivo, não faz nem o essencial direito. Então depois de meses sem produzir, obviamente você acaba sendo mandado embora e diz que já sabia, que você estava sentindo.

Agora se você acredita que será promovido, você acorda todos os dias sorrindo, só pensando no quanto a mais vai ganhar, nas suas novas funções então, você produz mais, trabalha até tarde sem reclamar, é prestativo. Após alguns meses tendo um bom desempenho, você é promovido, fica extremamente feliz e contiua acreditando no seu valor.

Pare e pense, será que a teoria não está correta?

O que quero dizer é que se a gente quer algo de verdade, sem que percebamos, fazemos de tudo para que aquilo se concretize.

Mas o que nos falta é sinceridade com a gente mesmo. Quando ficamos arrumando desculpas para certas coisas que “queremos”, os nossos atos e o nosso subconsciente fazem de tudo para que ocorra exatamente o oposto.

Afinal, “Quer quer, arranja um meio e quem não quer, arranja uma desculpa”.

Nós somos os maiores trapaceiros de nós mesmos. O ser humano se engana o tempo todo, para simplesmente não ter que parar, pensar e acabar chegando a conlusão de que tem mudar, pois a situação em que estamos acostumados a viver, seja no trabalho, no amor, nos estudos, na familía é sempre cômoda e como comecei este post… Os incomodados é que se mudam.

Não agradamos a todos nunca!

28 de outubro de 2009

Por isso o  melhor é agradar a si mesmo.

Aposto que não importa o que você faça, como faça e se no dia seguinte faz tudo diferente, sempre tem alguém que você não agrada, não é?

O ser humano está sempre descontente com alguma coisa.

Pergunte para qualquer pessoa se ela gostaria de mudar algo em sua vida e garanto que 99,99% delas, responderão que sim, por mais simples que seja o que lhes incomoda.

Na verdade isso é muito bom, pois devido a essa eterna insatisfação é que a sociedade evolui, se as coisas fossem boas sempre, pararíamos no tempo.

Mas se não conseguimos agradar nem a nós mesmos o tempo todo, pra que tentar agradar a todos?

Seus familiares, amigos, companheiros, colegas de trabalhos e todos os seres humanos que você se relaciona, sempre encontrarão algo en você que lhes desagrada, mas é perfeitamente normal.

Principalmente os seus pais, que acabam descontando as suas frustrações nos filhos, seja pelo fato  de que eles querem que você realize os sonhos que eles não coseguiram realizar quando jovens, seja porque eles sempre imaginaram que você seria uma pessoa que você não é ou simplesmente porque eles já foram jovens e inconsequentes, cometeram erros e hoje, com a experiência, não querem que cometa os mesmos erros.

Então não fazemos o que gostaríamos muitas das vezes, acabamos nos frustrando, deixamos sonhos de lado e mais tarde descontaremos estas frustrações em nossos filhos.

Meu conselho? A próxima vez que se pegar fazendo ou deixando de fazer algo, pelo simples fato de que não vai agradar alguém, pare e reflita. Se você não achar certo, simplesmente faça o que estiver de acordo com a sua vontade, seus ideais, seus desejos.

Siga mais os seus instintos. Porém, preserve a relação com família e amigos, cutive as pessoas ao seu redor. O bicho homem não foi feito pra viver sozinho. Compartilhe momentos com quem você gosta, mesmo que tenha que fazer certas coisas que considere chatas ou sem valor. Mas jamais esqueça de você. Se ame e busque seus objetivos em primeiro lugar.

Faça pelos outros, porque nunca sabemos quando eles irão embora de nossas vidas e o tempo não volta atrás, mas sempre faça TUDO que te deixa feliz, mesmo que em certos momentos não agrade a mais ninguém além de si.

Fácil? Não. Mas possível.

“Estude como se fosse viver para sempre e Viva como se fosse morrer amanhã.”

Casar ou comprar uma bicicleta? a velha questão

21 de outubro de 2009

Há algum tempo, venho  refletindo muito sobre relações entre casais e resolvi expor algumas coisas que nem eu tenho opinião formada, mas de tempos em tempos paro para pensar.

Todos a nossa volta, nos mostram, que temos que ter como objetivo de vida amorosa,  encontrar alguém que possa ser um bom pai, ou boa mãe, juntos trabalhar bastante, guardar um bom dinheiro, comprar uma casa, casar, trabalhar mais, guardar mais dinheiro, obter diversos bem materiais e quando tiver condições de dar de tudo isso para mais alguém, ter filhos.

Mas será que é isso que a gente quer mesmo? Eu sou uma pessoa que nunca teve esse sonho, ao contrário de meus pais e avós, que fizeram exatamente isso e sempre tiveram um bom relacionamento, pelo menos na minha percepção.

Os estudiosos da mente humana dizem que sempre buscamos relacionamentos e pessoas parecidos com o que temos de modelo em casa, se fosse assim mesmo eu estaria casada e já pensando nos filhos. E todos que tivessem pais separados, ou nunca tivessem conhecido um de seus pais nunca se casaria. Mas não funciona bem assim, não é?!

Hoje em dia, as coisas mudaram e blá, blá, blá…aquilo que todo mundo está cansado de ouvir, mas será que na cabeça das pessoas mudaram mesmo, ou acabamos sempre buscando o velho ideal, de encontrar uma boa pessoa, casar e ter filhos?

Hoje classifico meus amigos em duas situações : os que estão na busca desse ideal (assumindo isso ou não), solteiros ou que namoram e os que, por ter filhos “não planejados” se casaram, estão nessa vida idealizada forçadamente e aqueles que já estiveram, estão separados e se encontram mais perdidos do que bala de fuzil no Rio de Janeiro.

O que quero dizer é que hoje, com esses conceitos todos destorcidos, com seus adendos e suas excessões (que de tão comuns acabam virando regra), o que esperar da nossa vida amorosa? Será que nos forçamos a encontrar alguém pra namorar só porque é o que parece certo?

Bom, não sei a resposta dessas perguntas e acho que nunca descobrirei..rs

Mas eu penso assim, curto a vida e dou chances as pessoas que passam por ela, aproveito cada momento ao lado delas e não penso muito no amanhã, para mim dá certo quase sempre, sigo feliz e a maior parte do tempo com o coração tranquilo. Me apaixono sempre que tenho a oportunidade, afinal é um sentimento muito gostoso, que nos move e nos dá forças pra seguir a diante, e não só por homens, mas por pessoas em geral, por lugares, por músicas, por objetos, por momentos… E como já diria Lulu Santos : Se amanhã não for nada disso, caberá só a mim esquecer e vou sobreviver, o que ganho e o que eu perco, ninguém precisa saber.

De todos os momentos se leva uma lição

20 de outubro de 2009

Nossa tem tanta coisa na minha cabeça que nem sei por onde começar. Na verdade to com vontade de colocar uns pensamentos pra fora, como sempre.

Parei pra pensar que na vida de todos os momentos, sem exceção levamos algo pra nossa vida inteira, pelo menos eu levo, até quando estou simplesmente pegando o ônibus pra trabalhar.

O Ser Humano fica tão preocupado em fazer as coisas para agradar os outros que acaba deixando as oportunidades e os momentos passarem.

Desde criança a gente fica sendo podado pelos pais, pelos professores, pela sociedade sobre cada movimento que fazemos. Fora os pré –conceitos ridículos, isso não é coisa de menina ou de menino.

Para tudo…chegaaaaaaaa.

Não temos que nos prender a essas coisas, pois desde criança nos disseram que isso pode ou não, temos que fazer aquilo que der vontade, cada louco, com  a sua loucura. Seja você mesmo sempre, em todos os momentos e com todas as pessoas, óbvio que não dá pra “liberar geral” toda hora, pois se fosse assim não teríamos emprego, nem muitas pessoas ao nosso lado, mas o que quero dizer é que não podemos ter vergonha de ser quem somos. Muito menos de fazer o que gostamos.

Tem algo melhor do que a gente fazer o que gosta, ser feliz e ter gente que nos aceite como somos?

Então meu conselho do dia, pode parecer piegas, mas : SEJA VOCÊ MESMO e Foda-se..rs

Não tenha inveja dos outros porque eles têm algo que você gostaria de ter ou porque eles são felizes. (Afinal para uns 80% da população do mundo, Felicidade alheia incomoda sim e desgraça alheia é prazeroso).

Ao invés disso por que você não faz as coisas que te deixam feliz? Busque o que almeja a tanto tempo, vá para algum lugar que sempre quis conhecer ou simplesmente dance uma música que você gosta, nem que seja trancado no seu quarto. Lhe garanto que se sentirá melhor, nem que seja pelo momento. E toda vez que esse sentimento bater, faça algo diferente e seja feliz o maior parte da sua via, afinal não sabemos o dia de amanhã. E não vale a pena perder tempo sofrendo ou se martirizando, afinal se preocupação ou desespero resolvesse a vida, ninguém teria problema.

Já diria a música da Pitty : não deixe nada pra depois, não deixe o tempo passar, não deixe nada pra semana que vem, porque semana que vem pode nem chegar.

Os homens são todos iguais mesmo

19 de outubro de 2009

Não adianta achar que raça, cor, nível social ou cultural faz dos homens seres diferentes, no fundo, todos seguem a mesma linha de raciocínio. Principalmente quando se trata de amor e sexo, sim mulher gostosa sempre vai mexer com eles, e você é mulher gostosa, se ele te levar pra cama (ou não, em muitos casos) ele vai contar pra todos os amigos. Mas não falo isso pra que fique desiludida ou vire lésbica (só se for a sua opção)  o que quero dizer é que não adianta se iludir, muito menos se magoar.

Converso muito com os meus amigos homens, de igual pra igual e uma coisa que aprendi e que existem mulheres que eles nunca vão levar a sério, não as mesmas mulheres pros mesmos homens, mas se sair com um cara e ele disser que não quer nada sério, que ele te curtiu mas não esta no momento, pode ter certeza que é porque ele não te namoraria. Pois homem só namora quando se apaixona de verdade, só pensa em você a cada segundo e mais da metade dos pensamentos não forem sobre sexo.

Homem se quer atenção, carinho e claro, sexo, ele vai te tratar como uma rainha, vai te levar pra jantar, vai inclusive pagar a conta, vai reparar na sua roupa, vai te elogiar e muito e sabe o que acontece, a gente se derrete toda e acaba cedendo. Agora você acha que eu vou falar, não se renda, não acredite em ninguém… Claro que não, deixa de ser boba e aproveita o momento, só que não espere que ele ligue no dia seguinte, só isso.

A noite foi boa, que bom, no dia seguinte você fica de bom humor, animada e isso te dá confiança, te deixa atraente e interessante para os outros homens (pode reparar que se você teve uma noite maravilhosa, com aquele gatinho, no dia seguinte todo mundo te nota) Mas se o cara não liga você fica se achando um lixo e espanta todas as oportunidades de conhecer novos homens que podem te achar namorável e ficar com você.

Bom, pra concluir, aproveite o fato de você ser mulher, ser cortejada e bajulada quando um homem quer você, nem que seja só por uma noite. Curta a vida e se no dia seguinte ele não te procurar, relaxa, a vida e assim e dali uma semana vai tudo acontecer de novo. Ou to enganada?

Faca igual a eles, se solte, se divirta ao máximo pensando só naquele momento, faça tudo que der vontade e se amanhã não for nada disso, fique tranquila que logo tem mais um no seu pé.